Demétrio Pompeu de Pina


Demétrio Pompeu de Pina (n. Pirenópolis, 10/05/1964) é diretor, cenógrafo e figurinista. 

Filho de Pompeu Christovan de Pina e de Maria Luíza Pina, trabalha com teatro desde a infância. Autodidata, criou em 1986 a Cia de Theatro Pyrenópolis, a única atuante na cidade desde então.

Histórico Teatral:
Atuou como diretor, cenógrafo, figurinista e na adaptação e produção das seguintes peças:
Pluft, o Fantasminha [1ª edição-1986]
Chapeuzinho Vermelho [1ª edição-1987]
A Bruxinha que era boa [1988]
Pluft, o Fantasminha [2ª edição-1988]
As Preciosas Ridículas [1ª edição -1994]
A Gata Borralheira [1995]
Pic Nic no Front [1996]
Pluft, o Fantasminha [3ª edição-1997]
Dibs - Em busca de si mesmo [199]
A Aurora da Minha Vida [2000]
As Preciosas Ridículas [2ª edição-2001]
As Irmãs de Cinderela [2002]
Guerras do Alecrim e Mangerona- Opereta [2003]
Operetas com a Graça de Deus [2004]
Anfitrião- Opereta [2005]
O Judeu- Árias de Ópera [2008]
Recital Armênia-uma mulher de talento [2009]
O Tal do Quintal-Opereta Caipira [2010]

Os seguintes espetáculos participaram de diferentes eventos, entre eles:
Canto da Primavera, Flipiri, Simpósio Nacional de Musicologia da UFG, Festival de Teatro de Brasília, Festival de Artes de Goiás Velho, Festival Nacional de Música do Estado de Goiás entre outros…


Histórico Audiovisual:
República dos Anjos - Santa Dica [1989] longa metragem
Janela Para os Pireneus [1996] conga-metragem
A Enxada [1997] longa-metragem
As Tranças de Maria [1997] longa-metragem
O Tronco [1998] longa-metragem
Uma Vida em Segredo [2000] longa-metragem
Mestre Capela [2003] conga-metragem
Borralho [2006] conga-metragem
Babilônia [2014] documentário
Nódoas [2015] conga-metragem

Nessas produções exerceu a função de cenógrafo, produtor de objetos, figurinista, além da participação em alguns clips musicais.

Foi o primeiro a ensaiar e encenar As Pastorinhas infantis ainda na década de 1980.

Trabalhou na Secretaria de Cultura de Pirenópolis ajudando na organização da Festa do Divino, bem como no Congo, Contradança, Congada, etc.

Participou da reforma e restauração das igrejas do Carmo, Bonfim e Matriz.

Exerceu a função de diretor do Theatro de Pirenópolis pelo Governo do Estado de Goiás durante 13 anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário