Boteco do Luiz de Aquino

 Ele é singelo, porém, repleto de ternura, afeto, amizade, boa prosa, muita música, literatura e arte.

Cardápio variado: Iniciando com bons petiscos de poesia, acompanhado, é claro, de uma boa cachaça artesanal de Caldas Novas ou, se preferirem, servem uma muito boa de Pirenópolis. 

Atendimento personalizado. Cerveja geladíssima. Boa carta de vinhos. Destilados de ótima qualidade. Tudo de boa procedência.

O que mais me encanta e canta neste boteco é a boa música goiana, frequentado pela nata dos cantores da terra do pequi. Aliás, poucos são os que conseguem agrupar tanta gente boa.

Neste aprazível local reina a paz e a harmonia, pois seu proprietário é gente boníssima, que possui lastros de amizade em todo o Estado de Goiás. Traz consigo um pouco do espírito carioca, pois na adolescência, foi aluno do tradicional colégio Pedro II, não deixando de existir, portanto, o bom e tradicional samba.

Na parede, várias charges de cartunistas goianos, amigos do proprietário. Retratam fases de sua vida, todas elas repletas de grandes histórias.

Do lado de fora, em frondoso pequizeiro, que acolhe a morada de abelhas Arapuã, também conhecidas como Abelha-Cachorro, Abelha-Irapuá, Arapica, Arapu, Arapuá, Aripuá, Axupé, Caapuã, Cabapuã, Enrola-Cabelo, Guaxupé, Mel-de-Cachorro, Torce-Cabelo, Cupira, e Urapuca. Não gosto desse inseto.

Elas atacam outras abelhas, a Arapuã destrói os botões florais de algumas plantas. Para fazer seu ninho, utiliza as fibras de vegetais, atacando as flores e as folhas novas e até a casca do tronco da planta, para retirar resina.

Quando as plantas estão em flor, o prejuízo é ainda maior, pois a Irapuã faz um orifício nos botões florais, prejudicando a frutificação. O crescimento das plantas também é retardado devido ao ataque destas abelhas. Além dos citros a Irapuã ataca bananeiras, jabuticabeiras, jaqueiras, mangueiras - e até mesmo insistem em partir para cima de alguns escritores.

Existem “vespeiros” realmente indesejáveis, que não nos fariam nenhuma falta. Mas temos que suportar e conviver com certos tipos de insetos, mesmo que tentem nos incomodar.

Não será este ninho que conseguirá tirar o brilho deste boteco, tão bem comandado pelo amigo Luiz de Aquino.

Acadêmico Luiz de Aquino

Nenhum comentário:

Postar um comentário