Celuta Mendonça Teles

CELUTA MENDONÇA TELES



Celuta Mendonça Teles (Pirenópolis, 17.08.1911 - Goiânia, 11.05.1995) foi escritora.


Filha de Carlos D'Abadia Mendonça e Adélia Aurora do Nascimento. Aos sete anos de idade fica órfã de mãe, vitimada pela gripe espanhola, e ao lado das suas irmãs, passou a viver sob os cuidados da avó (Adelaide Cristina de Amorim), em Bela Vista de Goiás, até se casa com Jolão Alves Teles, comerciante, com quem teve seis filhos: Gilberto, Lourival, José, Ideraldo e Laila. Faleceu em Goiânia, no dia 11 de maio de 1995, aos 83 anos.
Foi Membro Efetivo Fundador da Cadeia V, Patrono Antônio da Costa Nascimento, da Academia Pirenopolina de Letras, Artes e Música (APLAM).


É Patrono da Cadeira LVII da APLAM.
É Patrono da Cadeira XX da Academia Anapolina de Letras, ocupada na atualidade por Simone Athayde.


Obra:
Historia da Menina de Pirenópolis. Goiânia, Editora Kelps, 1991.
Minha Vida de Casada. Prêmio “Memória” da União Brasileira de Escritores do Rio de Janeiro. RJ: Edições Galo Branco, 2006.
Memória Autobiográfica, inédito.


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário