Biblioteca com acervo de Gilberto Mendonça Teles é inaugurada nesta sexta

Yuri Lopes

Goiânia
– Bela Vista de Goiás vai receber a partir desta sexta-feira (9/10) a Biblioteca Municipal Celuta Mendonça Teles, nome da mãe do escritor goiano Gilberto Mendonça Teles, que doou 6 mil obras das mais de 12  mil que estão no prédio.

A inauguração será a partir das 19 horas desta sexta, na Rua Dr. Joaquim Faleiros, quase esquina com a Praça José Lobo, com presença de autoridades locais, do próprio Gilberto Mendonça, de representantes da Academia Goiana de Letras, da Academia Goiana Feminina de Letras, Academia Pirenopolina de Letras, Academia Piresina de Letras (de Pires do Rio) e da Academia Belavistense de Letras, Artes e Ciência.

Para encerrar a inauguração, o cantor Marcelo Barra fará uma apresentação para o público, com entrada gratuita.
 

Casa do conhecimento
A biblioteca tem estrutura para receber de 15 a 16 mil livros, segundo o secretário municipal de cultura de Bela Vista de Goiás, Rodrigo Teixeira Teles. Rodrigo conta que Gilberto Mendonça confirmou que vai doar mais 4 mil livros que estão no apartamento do escritor no Rio de Janeiro. A prefeitura complementou o acervo com 6 mil obras da biblioteca anterior.

O prédio custou R$ 200 mil e foi bancado por recursos da prefeitura e por uma doação de R$ 70 mil do Ministério Público.

O espaço pode receber até 35 leitores individuais em cabines equipadas com poltronas, das 8h às 17h, a partir da próxima terça-feira (13/10). A entrada é gratuita e os interessados terão de fazer uma carteirinha para ter acesso aos livros disponíveis.

Acervo disputado
Rodrigo Teixeira comentou sobre Bela Vista ter sido escolhida para receber o acervo de Gilberto Mendonça. “É uma honra muito grande receber os livros do autor goiano mais conhecido no Brasil, principalmente pela raridade de algumas obras”.


O escritor goiano Gilberto Mendonça Teles (Foto: divulgação)

O secretário de cultura disse que o acervo de Gilberto foi disputado pela PUC do Rio de Janeiro (onde é professor titular de Língua Portuguesa desde 1970) e pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Ambas as instituições quiseram comprar parte da coleção de livros do escritor, assim como a Faculdade de Coimbra, em Portugal, mas a decisão de levar as obras para Bela Vista foi mantida.

Orgulho para os goianos
Nascido em Bela Vista de Goiás, Gilberto Mendonça Teles é considerado o escritor goiano mais conhecido na Europa. A ligação do goiano com o velho continente não é de hoje. Gilberto formou-se professor de Língua Portuguesa pela Universidade de Coimbra, em Portugal. Atualmente é professor catedrático visitante de literatura brasileira nas universidades de Lisboa, em Portugal; Universidade de Rennes, na França; e Universidade de Salamanca, na Espanha.

Autor de 39 livros de poesia e de 25 livros de ensaios, Gilberto formou-se em Direito e Letras Neolatinas pela Faculdade de Filosofia da Universidade Católica de Goiás e em Direito pela Universidade Federal de Goiás (UFG), sendo professor-fundador destas duas universidades. Também concluiu doutorado em Letras e Livre-docente em Literatura Brasileira pela PUC-RS.

Gilberto ocupa desde 11 de março de 1962 a cadeira de número 11 da Academia Goiana de Letras, anteriormente dedicada a por Leo Lynce. Pelo conjunto de sua obra, o autor goiano recebeu o prêmio Machado de Assis, considerado o maior prêmio literário do Brasil, pela Academia Brasileira de Letras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário